A Ampla não tem o direito de nos privar de conforto, lazer e prazer

Ontem (21), tive a satisfação de visitar três famílias amigas. Colocamos a conversa em dia, falamos sobre a vida, sobre política local e, para minha surpresa, a temática dos Direitos do Consumidor (sou o administrador do grupo no Facebook “Radar do Consumidor) também esteve nas rodas de conversa.

Entre uma constatação e outra, entre uma reclamação e muitas outras, fiquei com a mesma certeza que boa parte do Rio já tem: a Ampla, de fato, é uma empresa com péssima avaliação entre seus clientes.

Aprofundando o assunto, fiz uma espécie de enquete com meus amigos e cheguei à conclusão de que as pessoas se queixam basicamente da precariedade dos serviços prestados pela Ampla e, agora, do fato de terem de continuar com o mesmo serviço ruim por um preço bem mais alto.

A razão dessa insatisfação, no entanto, reside ainda no fato de a sociedade ter se afeiçoado ao conforto que a energia elétrica proporciona e, consequentemente, ao lazer e ao prazer de termos condições de utilização de aparelhos que nos garantem melhor qualidade de vida.

Quem não gostaria de, em dias quentes como os atuais, manter um ar condicionado ligado? E quem seria capaz de, independentemente do poder aquisitivo, recusar ter uma piscina – mesmo aquelas maiores de plástico – em casa para o lazer da família? Por vezes, um freezer serve de fonte de renda para pessoas que vendem picolé, sacolé ou que simplesmente querem aquela cervejinha bem gelada no churrasco organizado no repente.

Enfim, as pessoas têm o direito de desejar tudo isso. Mas nos moldes dos reajustes praticados pela Ampla já agora no mês de março, muitas famílias voltarão a viver com o básico do básico, desligando freezer, ar condicionado, deixando a piscina de lado e tendo de conviver com a sensação de ter “aberto a porta do inferno”, tamanho calor.

Infelizmente, estamos limitados pela incapacidade de reação. Poucos são os gestores públicos a questionar essa prática abusiva da concessionária que, alegando prejuízos no pagamento das transmissões de alta tensão da energia elétrica, nos aplicará tão covarde majoração financeira.

Como disse um dos amigos, “a Ampla também deveria fazer a sua parte! Por que só os consumidores é que terão de ratear o prejuízo que a empresa divulga?”. Respondi: “a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco”.


A Ampla não tem o direito de nos privar de conforto, lazer e prazer A Ampla não tem o direito de nos privar de conforto, lazer e prazer Reviewed by Alessandro Teixeira on 22.3.15 Rating: 5

9 comentários:

  1. A Ampla não priva ninguém de ter conforto, lazer e prazer, basta arcar com o alto custo das tarifas. Tem que se adequar a realidade, a qual passamos a viver. AMPLA? O aumento é nacional. Não tem para onde correr.
    Imagine se uma empresa prestadora de serviço vai ratear o prejuízo com os consumidores. Lógica nenhuma!
    De todas as concessionárias que dificilmente eu reclamo é da AMPLA. No meu bairro, até que ela não vacila.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que você está satisfeito. Aliás, esse é um direito seu. No entanto, a Ampla tem uma das tarifas mais caras do país. Depois, se desejar, acesse o site da Ampla e veja as explicações que ela apresenta para o reajuste. Por fim, compare a realidade do lucro da empresa antes e depois de março de 2015. Abraços.

      Excluir
  2. A Ampla não priva ninguém de ter conforto, lazer e prazer, basta arcar com o alto custo das tarifas. Tem que se adequar a realidade, a qual passamos a viver. AMPLA? O aumento é nacional. Não tem para onde correr.
    Imagine se uma empresa prestadora de serviço vai ratear o prejuízo com os consumidores. Lógica nenhuma!
    De todas as concessionárias que dificilmente eu reclamo é da AMPLA. No meu bairro, até que ela não vacila.



    ResponderExcluir
  3. Pois é, cada um com as suas satisfações. Privar ela não priva. Se não oferecesse o fornecimento ai sim.
    Pelo menos a AMPLA dá explicações. Basta analisar e aceitá-las,ou não. Tem uma " concessionária aqui,que nos priva e tome aumento abusivos e nada de satisfações. Se AMPLA aumenta as tarifas é porque recebe autorizações, não é? Lucros que não os tem? Ou você acha que só a AMPLA os têm?
    Abraços,para você também.

    ResponderExcluir
  4. Pois é, cada um com as suas satisfações. Privar ela não priva. Se não oferecesse o fornecimento ai sim.
    Pelo menos a AMPLA dá explicações. Basta analisar e aceitá-las,ou não. Tem uma " concessionária aqui,que nos priva e tome aumento abusivos e nada de satisfações. Se AMPLA aumenta as tarifas é porque recebe autorizações, não é? Lucros que não os tem? Ou você acha que só a AMPLA os têm?
    Abraços,para você também.

    ResponderExcluir
  5. Primeiramente, quero parabenizar o texto acima. Eu mesmo pensei em comprar um ar condicionado, na verdade 02, para eu e minha familia, não morrermos de calor. Desisti, após receber a conta de fevereiro. Chuveiro quente?! Nem morno, ultimamente." A Ampla dá suas explicações, basta aceita-las ou não". Não é bem assim! Na verdade somos obrigados a aceita-las. As tarifas cobradas por essa empresa, por mais que tenham tais autorizações, são um roubo, sim! Quem discordar disso, tem gato em seu medidor ou é beneficiado de alguma forma por essa empresa. Claro que ela tem culpa sozinha. Como um país, o nosso, que é uns dos maiores produtores de geração de energia do MUNDO, deixou a crise se instalar dessa maneira?!

    ResponderExcluir
  6. Eita povo complicado. Ninguém pode expressar suas opiniões, que lá vem com insinuações. Julga as pessoas sem nenhum fundamento e se ter pleno conhecimento. É muito Roça! Julga as pessoas, baseado nelas próprias.
    Não concordou, porque entendeu tudo bem, agora discordar porque não entendeu, posso fazer nada.
    O único gato, que tem na minha casa, só eu....rsrssr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correção: .... e sem ter pleno conhecimento....

      Excluir
  7. Eita povo complicado. Ninguém pode expressar suas opiniões, que lá vem com insinuações. Julga as pessoas sem nenhum fundamento e se ter pleno conhecimento. É muito Roça! Julga as pessoas, baseado nelas próprias.
    Não concordou, porque entendeu tudo bem, agora discordar porque não entendeu, posso fazer nada.
    O único gato, que tem na minha casa, só eu....rsrssr

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.