Demissões, passagem deixa de ser R$ 0,50 e fim da COMSERCAF

Essas são algumas das medidas adotadas pelo prefeito Alair Corrêa para tentar reorganizar as finanças públicas de Cabo Frio. No entanto, a ação do Executivo é ainda mais drástica e modificará para pior a vida de milhares de famílias cabo-frienses com efeitos a partir de hoje e do próximo sábado, dia 4.


Como são muitos os focos de atuação do prefeito a partir de hoje, vamos, neste texto, enfatizar os que servem de referência no título. 

DEMISSÕES

O prefeito anunciou redução drástica dos números de secretários, sendo que uma comissão será formada para estudar a reforma administrativa. Esta comissão será composta pelos secretários de Educação, Saúde, Fazenda e Administração. De acordo com Alair, “esses quatro serão exonerados e renomeados hoje”.

Serão exonerados 100% dos comissionados, além dos secretários, e ainda mil contratados em diferentes setores da administração pública. 

Alair Corrêa destacou que “a comissão vai analisar, durante dois meses, os casos daqueles contratados que deverão reingressar na estrutura da máquina pública”.

Após anunciar as demissões, o prefeito pediu desculpas aos comissionados que estão sendo exonerados. “A toda essa gente que sempre acreditou em mim, que brigou por mim e com meus adversários, eu peço desculpas. Hoje eu tenho essa tristeza de exonerá-los”.

O número total de demissões deve chegar a 4.000.

FIM DA PASSAGEM A R$ 0,50

Durante a entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (31), o prefeito anunciou aguda alteração no programa Cartão Dignidade, que até o dia de hoje permitia aos usuários do transporte público o pagamento de R$ 0,50 pela passagem – isso só para os cadastrados. Aliás, novo cadastramento não é feito há tempo. Com as mudanças anunciadas, o valor sobe para R$ 1,50.

Foi anunciado ainda que o preço praticado pela Salineira (linhas municipais) passará de R$ 3,30 para R$ 3,00, sendo que para os cadastrados no Cartão Dignidade a Prefeitura subvencionará 50%. E tem mais: a partir do próximo sábado, dia 4, que tem o Cartão Dignidade só poderá usá-lo duas vezes ao dia.

Importa destacar que a Prefeitura não encaminhou a matéria para a Câmara. A decisão foi tomada pelo prefeito que, disse, completando, que o total mensal dos gastos com a subvenção será de R$ 1,5 milhão, sendo que a Prefeitura vai pagar R$ 1 milhão e vai congelar R$ 500 mil todo mês. Alair Corrêa garantiu que essa dívida será paga ainda no governo dele, ou seja, até 2016.

Em conversa com diretores da autoaviação ficou ajustado ainda que a partir do ano que vem todos os ônibus estarão com ar condicionado, wifi; serão os “vermelhões” que já vemos nas ruas da cidade. Aliás, essa pedra já tinha sido “cantada” pelo amigo Rafael Peçanha. 

COMSERCAF

O encerramento das atividades da COMSERCAF em no máximo dois meses foi um dos temas que também saltou aos olhos. O prefeito chegou a declarar que temos em Cabo Frio duas Prefeituras, sendo que a COMSERCAF é uma delas. 

A notícia da extinção da autarquia, criada pelo próprio Alair, poderia gerar desconforto e insegurança para os servidores públicos de lá. E, para evitar mal estar, o prefeito antecipou que “todos os funcionários serão readaptados para outro setor da Prefeitura” e que os contratos serão encerrados e os serviços por ela (autarquia) prestados serão agora prestados no regime de concessão. 

“Vamos reduzir as despesas em mais de 40% trazendo (a estrutura da COMSERCAF) para a Prefeitura”, disse o prefeito, complementando: “vamos eliminar uma despesa muito grande”.

A questão da COMSERCAF é, de fato, palpitante. E o é exatamente pela falta de transparência na aplicação dos recursos a ela destinados. Não há publicidade alguma do orçamento da autarquia, do volume da riqueza a ela destinada. Prestação de contas seria um “luxo” exigir. 

Ao anunciar o fim das atividades da autarquia, o prefeito deixou passar a valiosa oportunidade, com tantos holofotes, de dar “luz” às contas daquela instituição. Ao falar de economia de 40%, por exemplo, o prefeito poderia ter convertido isso em números reais, detalhando a folha de pagamento e encargos pessoais, além das despesas correntes, que constituem o maior volume, certamente, de pagamentos da COMSERCAF.

Ratificando, o prefeito nos deu uma pauta vastíssima e nos próximos artigos tratarei de alguns dos assuntos por ele abordados.

Mas, para não terminar sem a palavra do prefeito, lá vai: “Nas crises, só quem apanha é o povo”. (Alair Corrêa, referindo-se a um pensamento que ouvira ou lera).



Demissões, passagem deixa de ser R$ 0,50 e fim da COMSERCAF Demissões, passagem deixa de ser R$ 0,50 e fim da COMSERCAF Reviewed by Alessandro Teixeira on 31.3.15 Rating: 5

5 comentários:

  1. Má Gastão administrativa mudou de nome, crise mundial, prefeito, acorda, quem o senhor quer enganar.

    ResponderExcluir
  2. Os tempos mudaram Alair, o povo não é mais bobo e desinformado , estamos na era da internet. O interessante é que este desespero total só está acontecendo em Cabo Frio, os outros municípios, também tiveram perdas, mas não estou vendo esse horror todo. Alguém pode me explicar, porque deste fenômeno em Cabo Frio?

    ResponderExcluir
  3. O prefeito sempre sabe oque está fazendo e agora não é diferente, infelizmente ele só faz lambança e uma atraz da outra, só tem olhos pra orla do forte e etc.. O povo infelizmente só saiu do sono Hoje! Lamentável!

    ResponderExcluir
  4. Explicação para o fenômeno: Sociedade sem valores, muita hipocrisia, muita falta de educação, muita miséria e por aí vai, quanto as informações são muitas e velozes, internet, entretanto a maioria não consegue processar. Cabo Frio é uma roça iluminada, com muita miséria e agora campeã em criminalidade, explosão de homicídios todos os dias, falta de tudo o tempo todo, é muito lamentável mas as pessoas ainda são muito inocentes e manipuláveis. Não vejo solução, pretendo sair deste lugar com minha família assim que for possível! Só Deus!

    ResponderExcluir
  5. Deveria era acabar com esse subsidio da passagem. Só não acaba , para não dar o braço a torcer. Coragem Alair!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.