Obras da Escola Patrícia Azevedo avançam lentamente

O governo municipal não conseguiu cumprir o prazo para a entrega da Escola Municipal Patrícia Azevedo, que atualmente funciona em dois prédios alugados: nas igrejas Católica e Batista, no bairro Jardim Esperança. (É de fundamental importância saber se o padre e o pastor estão recebendo o aluguel direitinho!).

Ainda que a equipe diretiva tenha divulgado fotos nas redes sociais dando conta do entusiasmo decorrente da visitação nas futuras instalações da unidade escolar, há um clima de angústia e incertezas entre pais, alunos e também profissionais de todos os setores.



A Prefeitura, por exemplo, divulgou aos quatro ventos que o novo local da Patrícia Azevedo foi definido em reunião com o corpo técnico e os responsáveis dos alunos. A informação que chega é que houve, sim, a reunião. No entanto, todos foram apenas comunicados, e não consultados.

A distância do endereço original já causa grandes transtornos e não faltaram alternativas ao governo municipal. Eu mesmo, em rara oportunidade de estar com Dirlei Pereira, cheguei a apresentar como sugestão um imóvel que estava à venda na Avenida Ézio Cardoso da Fonseca, no Jardim Esperança (ali em frente à IAF). 

O então chefe de gabinete achou interessante a proposta e disse que a levaria até o prefeito Alair Corrêa. Das duas uma: ou Dirlei levou e não foi correspondido; ou simplesmente não levou.

De qualquer forma, continuo aqui, na condição de um simples cidadão apaixonado por Cabo Frio, torcendo para que a Educação volte a ser prioridade de quem nos governa. O fato de a Escola Municipal Patrícia Azevedo ainda não ter sido inaugurada já é bastante suficiente para mensurar o “empenho” do governo neste direção.

Por fim, sei que a pergunta “Fênix” ressurgirá: “por que o governo passado não teve o cuidado de fiscalizar as obras na rede de esgoto, mesmo que tenha autorizado grande quantia de recursos públicos para tanto?”. E para isso há um remédio: se o atual governo encontrou irregularidades nos procedimentos administrativos do governo anterior, deve levar o assunto às raias do Judiciário. Caso contrário, ou está mentindo ou está sendo conivente e armando um grande circo com fulcro eleitoral.

Obras da Escola Patrícia Azevedo avançam lentamente Obras da Escola Patrícia Azevedo avançam lentamente Reviewed by Alessandro Teixeira on 10.3.15 Rating: 5

Um comentário:

  1. Boa tarde Alessandro. Minha filha estuda na E.M. Luis Lindenberg no bairro Guarani e ainda está sem professor de matématica . Fui me informar com a direção e a mesma informou que está tentando solucionar o problema com a secretaria de educação. Mas está complicado desde o dia 23/02 e logo matemática. O sexto ano não tem professor de matemática.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.