A terceirização é um ataque aos direitos dos trabalhadores, diz o SEPE

"A terceirização, regulamentada no texto-base do Projeto de Lei 4.330, é um ataque histórico aos direitos dos trabalhadores. É uma ameaça grave aos direitos trabalhistas no Brasil conquistados em séculos de muita luta.

A desregulamentação do trabalho interessa diretamente aos empresários para aumentar a lucratividade a partir da exploração do trabalho. O auxílio alimentação, auxílio creche, FGTS, a jornada de trabalho semanal, todos esses direitos estão ameaçados. Fora a questão salarial, em que atualmente, segundo as centrais sindicais, os trabalhadores tercerizados recebem pelo menos 24% a baixo dos demais.

É uma grande balela dizer que mais empregos serão gerados. Na realidade o que teremos serão demissões em massa para que o serviço seja prestado pelos terceirizados. 

Todos os setores serão atingidos: privados, estatais e o serviço público. Nas empresas privadas teremos a regulamentação do desrespeito às leis trabalhistas. Nas estatais sofreremos milhares de demissões para contratação de empresas terceirizados. Os concursos públicos, que garantem empregos com direitos, serão desnecessários, pois poderão ser prestados por empresas terceirizadas. É o que estamos vendo, por exemplo, acontecer em Cabo Frio com a questão da COMSERCAF.

Precisamos com urgência mobilizar a sociedade contra o PL 4.330, pois é o maior ataque dos últimos tempo à classe trabalhadora. Por isso o SEPE, em assembléia da Rede Estadual, neste sábado, deliberou compor a PARALISAÇÃO NACIONAL do dia 15 de abril com ato unificado com as demais categorias, às 17h, na Candelária".

Denise Teixeira, coordenadora do SEPE-Lagos.


A terceirização é um ataque aos direitos dos trabalhadores, diz o SEPE A terceirização é um ataque aos direitos dos trabalhadores, diz o SEPE Reviewed by Alessandro Teixeira on 13.4.15 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.