Ambulância da UPA só pegava no “tranco”

“A situação está pior do que complicada!”. Expressão de familiar de um paciente da Unidade Pronto Atendimento (UPA) do bairro Parque Burle, em Cabo Frio, que precisava ser transportado para fazer uma tomografia computadorizada.

A indignação foi posterior à constatação de que o cidadão não poderia realizar o procedimento porque a ambulância estava com problemas na bateria e que “só pegava no tranco”. Isso mesmo: tinha que empurrar para funcionar!

Tamanha displicência só se justifica pela incompetência. Não há “crise” que sirva de argumento para este problema e nem burocracia – discurso para sedimentar a morosidade na esfera pública – para a aquisição de equipamentos ou peças para a realização de manutenção na frota da Prefeitura, que deveria acontecer de forma preventiva e não emergencial.

Depois de muita discussão diante do grave problema – do paciente e da ambulância – duas almas “caridosas” conseguiram uma bateria emprestada para que, enfim, fosse possível a realização da tomografia. 

Como pode numa cidade da grandeza orçamentária de Cabo Frio fazer o cidadão passar por uma via crucis dessa? Não é só falta de dinheiro e todos, inclusive os operadores do governo, sabem disso.

Outro detalhe importante: as ambulâncias são todas terceirizadas. E aí vem outra interrogação: se há uma terceirização para garantir o bom funcionamento dos equipamentos, por que, neste caso, faltou a bateria? Ou está faltando pagamento para a empresa que terceirizou?


Ambulância da UPA só pegava no “tranco” Ambulância da UPA só pegava no “tranco” Reviewed by Alessandro Teixeira on 11.5.15 Rating: 5

Um comentário:

  1. Infelizmente os eleitores de Cabo Frio, apesar das inúmeras vezes que este estrupício, já pegou nesta caneta e sentou na cadeira do executivo local, e mesmo com conhecimento dos escândalos de corrupção, que não precisam ser explícitos porque é fato na condução do dia a dia da cidade, os eleitores não aprendem a limar o politico nocivo a população, este monstro já foi reeleito e a conversa atual mais as articulações indicam nova empreitada em busca da reeleição. A pergunta:O que é necessário para o povo diferenciar esses sanguessugas? Será que existe alguma forma ou maneira das pessoas visualizarem que muitos políticos não cabem mais, em cenário algum? Gente percebam, não é apenas uma bateria, são vidas e literalmente nesta cidade nada funciona!!! Acordem!!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.