Comerciantes terão de desembolsar até R$ 900 para ter espaço no Festival do Camarão

Essa é informação repassada por comerciantes que tradicionalmente se instalam no Festival do Camarão, que acontece no bairro Praia do Siqueira, em Cabo Frio. De acordo com texto enviado via WhatsApp, a Prefeitura estaria condicionando a liberação do espaço para exploração comercial a partir do pagamento de R$ 900,00. 

- Minha mãe tem uma barraca no Festival do Camarão e desde que foi criado pelo governo do ex-prefeito Marcos Mendes nunca foi cobrado nenhum valor. Se foi, lembro que era para comprar apenas as camisas e os bonés. Acontece, Alessandro, que esse ano, faltando apenas menos de um mês para o evento, a Prefeitura informa que cada barraqueiro vai ter que dar R$ 900,00 para pagar as custas com as barracas e outras coisas. O prefeito informa que a "crise" está aí e que está em dificuldade, comentou o cidadão que, temendo represálias, pediu para ter o nome preservado.

Sucesso de público, Festival do Camarão passa a ser problema para os comerciantes


Procurado para falar sobre o assunto, o coordenador geral de Comunicação da Prefeitura, Edinho Ferrô, disse que “em razão da crise e total falta de recursos, a Prefeitura já havia anunciado que não faria, por falta de condições, nenhum dos três festivais: Marisco, Sardinha e Camarão. Contudo, as comunidades se mobilizaram, inclusive financeiramente, e acertaram com a Prefeitura a realização dos festivais”.

Edinho Ferrô explicou ainda que há uma comissão formada e que busca os recursos para viabilizar o Festival do Camarão, com a contribuição dos barraqueiros. “Esse valor não é especificamente da barraca, mas para grande parte da produção, como tendas, hidráulica, empresa de extintores, aventais, banners, cardápios, bandas, etc.”.

Finalizando, o coordenador esclareceu que “a Prefeitura é parceira no evento e ainda vai avaliar em quais condições” e informou que “o reclamante deve se dirigir à Comissão de Organização do Festival”.

O comerciante informou ainda que “aquelas barracas que vendem quitutes, doces, artesanatos vão ter que desembolsar aproximadamente R$ 200,00. E quem não pagar, independente de barraca pequena ou a grande, os R$ 900,00, vai ficar de fora. Um verdadeiro absurdo!”, desabafou.

COMENTÁRIO

É uma lástima o que noticiamos. Os festivais, que estão no calendário oficial de eventos do município, não deveriam padecer em nome dessa "crise". Pelo contrário, deveriam ser alternativas para enfrentarmos a "crise" exatamente por oxigenar a economia e "escoar" o pescado tanto do bairro Praia do Siqueira quanto dos demais. 

Há uma cultura no bairro de preparação, de reserva de pescado e de busca de novos pratos a serem disponibilizados durante o Festival. O anúncio precoce da Prefeitura de não realização do evento já é um grave acidente. Aliás, só a possibilidade de pensar em não fazer acontecer o evento já seria um erro. 

E, por outra parte, dizer que "as comunidades se mobilizaram, inclusive financeiramente, e acertaram com a Prefeitura a realização dos festivais" nada acrescenta no processo porque há uma instabilidade sendo experimentada no cotidiano de pescadores, comerciantes e seus familiares.

Como diz no site da Prefeitura, "o evento é promovido pela própria Prefeitura". E, infelizmente, a "crise" mais uma vez é utilizada como argumento frágil, inconsistente.


Comerciantes terão de desembolsar até R$ 900 para ter espaço no Festival do Camarão Comerciantes terão de desembolsar até R$ 900 para ter espaço no Festival do Camarão Reviewed by Alessandro Teixeira on 3.6.15 Rating: 5

4 comentários:

  1. "A recuperação da Orla, os novos quiosques na Praia do Forte, as areias brancas da praia do Peró, a infraestrutura, a mobilização urbana e a integração entre poder público e iniciativa privada foram os destaques de Cabo Frio para o presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet), seccional Rio, e ex-secretário estadual de Turismo, Claudio Magnavita." (RC24h).

    "O prefeito Alair Corrêa vem fazendo um trabalho espetacular em termos de integração. A cidade de Cabo Frio hoje está pronta para o turismo – ressalta Claudio Magnavita, um dos organizadores do encontro da imprensa especializada." (RC24h).

    "Magnavita ainda frisa de forma positiva a atitude do prefeito em primeiro organizar a cidade, para agora atrair os turistas de qualidade para a região." (RC24h).

    "O evento serve para impulsionar a divulgação do município e seus atrativos turísticos. Segundo o secretário de Turismo, Dirlei Pereira, o setor representa a principal atividade econômica e é o melhor caminho para Cabo Frio recuperar o crescimento econômico depois das perdas nos royalties do petróleo." (RC24h).

    Agora vai....#SQN KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!! Acorda povo é teatrinho e mentira o tempo todo!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

    ResponderExcluir
  2. Cidade turística? Sei. Cabo Frio é cidade pobristica . Imagine se vai conseguir se livrar desse " título " tão fácil.

    ResponderExcluir
  3. O Alair mantém a qualquer preço seu grupo político. É um político antigo que trabalha o tempo todo para manutenção de um grupo político, o qual o ressuscita constantemente. Mesmo que para isso tenha que sacrificar qualquer coisa: saúde, educação, eventos. O que for. O que ele não deixa sem dinheiro é seu imenso grupo político. SÃO MAIS DE 5.000 PORTARIAS E EMPREITEIROS. o QUE SOBRA NUMA SITUAÇÃO DESSAS?

    ResponderExcluir
  4. Alair político antigo? Político vintage é mais chique. Tá na moda..... Rsrs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.