O planejamento deve anteceder as ações, diz vereador de Cabo Frio

Vice-presidente da Câmara de Cabo Frio, o vereador Vanderlei Bento (PSDB) ocupou a tribuna durante a sessão dessa quinta-feira, dia 25, para falar sobre a necessidade da geração de empregos para jovens. O vereador considera, no entanto, de grande importância a adoção de medidas de planejamento como garantia de que esse jovem, uma vez empregado, possa permanecer no mercado.

Vanderlei Bento defende a ideia da autonomia da juventude
Ainda nesta quinta-feira, o vereador publicou texto falando sobre o tema: 

Não adianta pensar em progredir se não fizermos do planejamento uma prática
Apresentei na sessão da Câmara Municipal de Cabo Frio projeto de lei que institui o programa de apoio à geração de emprego para os jovens. Uma leitura superficial do contexto da sociedade nos revela o que todos já sabemos: o jovem está sem oportunidades, está desamparado e carente de alternativas, seja no âmbito da esfera educacional, seja no acesso ao mercado de trabalho.

Vivemos um momento em que o jovem ainda precisa contar com os recursos de seus pais e de seus avós – na maioria dos casos já aposentados -, sendo que isso reflete o modelo de pensamento, especialmente educacional, sobre o qual devemos refletir.

Penso que é chegado o momento – ou já ultrapassada a fase – da realização de um estudo de viabilidade de oferta de cursos voltados para a vocação do formando e não necessariamente apenas para as tendências de um mercado considerado turístico. Precisamos romper com a estrutura padrão da Educação e trilhar no sentido de, a partir da realização de testes vocacionais, direcionar a juventude a partir de suas aptidões.

A título de exemplificação, temos em Cabo Frio uma unidade do Instituto Federal Fluminense, o IFF, que capacita mão de obra para um mercado que, essencialmente, não se vislumbra em Cabo Frio e nos municípios vizinhos. O mercado offshore, que já foi mais badalado, não alcança o comércio local e contempla apenas aquelas empresas de hospedagem.

Cabo Frio pode ser mais generosa com nossos conterrâneos. No entanto, essa “generosidade” não deve ser compreendida como favor político. E de nada adianta pensar em progredir se não fizermos do planejamento a nossa pauta. E dessa pauta têm de constar as parcerias público-privada, as vagas de estágio remunerado e a política de incentivo fiscal para aquelas empresas que assumirem com o município de assegurar vagas também para uma parcela jovem da sociedade.

Uma vez empregado e bem remunerado, o jovem passa a desempenhar importante papel no ambiente familiar, desonerando as contas daqueles que também precisam honrar seus compromissos.

VANDERLEI BENTO, vice-presidente da Câmara Municipal de Cabo Frio.

O planejamento deve anteceder as ações, diz vereador de Cabo Frio O planejamento deve anteceder as ações, diz vereador de Cabo Frio Reviewed by Alessandro Teixeira on 26.6.15 Rating: 5

5 comentários:

  1. O edil descobriu a pólvora!!!! Muita cara de pau!!! Você também será limado em 2016!!
    Povo não vamos esmorecer, a mandioca já está dentro e sangrando !! Limaremos todos vocês em 2016!!! Avante!!!

    ResponderExcluir
  2. Só pode estar tomando a mesma medicação da Alice do país das Maravilhas, para fazer um discurso tão Fred Fred Flintstones, como esse. Seria efeito colateral? Coloca aí o resumo da novela "vidas secretas" de hoje.

    #RENOVAÇÃOJÁ!

    ResponderExcluir
  3. Sentido que está próximo de mais uma rodada do calendário e o fim do "bem bom" nas cadeiras da câmara, os nobres vereadores resolveram abrir o "parquinho". Só Jesus!
    Até o vereador Eduardo Kita que a sua (dele) atuação, lembra a do Fred na Copa de 2014, resolveu dar o ar da graça. Depois de décadas, séculos e milênios, que ele foi perceber que o transporte público da cidade é péssimo. Que o serviço prestado idem.
    Ainda falou: "que ele é muito combativo". Será que eu e grande parte da população estávamos em um sono profundo.? Ou o vereador Eduardo Kita, que está dormindo e sonhando?


    ResponderExcluir
  4. Caro Alessandro,

    Perdoe - me se estiver equivocado, creio que existe uma lei, que determina a obrigatoriedade de embaladores nos Mercados. Respeitosamente creio que se os nobres Edis, fiscalizassem e exigissem o cumprimento dessa Lei, de imediato gerariam ao menos uns 1000 postos de emprego em Cabo Frio. Fico triste com falas e ausencia de acoes que de imediato ja gerariam empregos. Caramba sejamos coerentes e vamos de imediato ajudar os mais humildes , os mais necessitados, haja vista que possuímos instrumentos legais para fazer. Reitero que não estou de forma alguma, estou tentando ofender os Edis, apenas desejo que os mesmos, apliquem a obrigatoriedade do cumprimento das Leis e auxiliem nosso povo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.