O que se atribui a uma crise econômica é na verdade uma crise administrativa

Contra fatos não há argumentos. Esta máxima define bem os fatos deste 18 de junho. Dia conturbado, que jamais imaginei para a nossa terra amada e envergonhada Cabo Frio.

Iniciamos o dia com a barca que faz a travessia de ida e volta os moradores da Gamboa para o Centro da cidade afundada. Não vou especular, pois acredito que haverá uma perícia para apurar o acontecido. Mas fico curiosa em saber quando foi a última vistoria da barca e como é o processo de manutenção da mesma, pois a foto mostrando ela afundando desperta, no mínimo, curiosidade. 


Acompanhamos, também, os representantes das Associações de Moradores dos bairros Guarani, Vila do Sol, Bosque do Peró, Botafogo, Jardim Peró, Caiçara, Parque Arruda, Jardim Esperança, Praia do Siqueira, Vila Nova, São Jacinto, Monte Alegre I, Monte Alegre II, Foguete e Boca do Mato em manifestação pacífica contra a exclusão de sua federação, a Uni-AMACAF de diversos Conselhos Municipais. A manifestação chegou a fechar a Avenida Assunção e, em seguida, os manifestantes ocuparam a Câmara de Vereadores de Cabo Frio.

Teve também a notícia, confirmada pela própria empresa concessionária, de que a AMPLA cortou o fornecimento de energia elétrica de 51 imóveis da Prefeitura, onde funcionam as repartições públicas municipais. Segundo postagem do prefeito em sua página pessoal, foram 11 prédios da administração municipal, onde ele enfatiza: "... que em razão da crise financeira que atingiu fortemente as finanças do município, o governo tem priorizado manter em dia os salários de seus funcionários, em detrimento dos demais compromissos".

E, fechando com chave de ouro, foi publicado ainda pela manhã, na página pessoal do prefeito, que os secretários e assessores do governo não podem mais fazer parte de grupos de WhatsApp, sugerindo que quem quiser permanecer em seus grupos devem pedir exoneração. Fico curiosa em saber como vai se dar o controle disso.

Então, lembrei que sob a mesma administração o bairro Jardim Esperança não recebeu obra ou serviço algum entre os anos de 1997 até 2003 com a alegação de que estava usando o repasse dos royalties para investir no Centro da cidade, que era onde os turistas frequentavam, e que o dinheiro arrecadado com o turismo seria investido na periferia posteriormente. 

Então, em 2004 (ano de eleição) inaugurou-se a praça do bairro com quadras de esporte adjuntas (que não tinha sistema de drenagem), inaugurou-se o prédio do hospital (que só voltou a funcionar em 2005) e inaugurou-se a Escola Municipal Elza Maria Santa Rosa Bernado, a primeira com sala de informática, cheia de computadores (que foram retirados no dia seguinte à inauguração por pertencerem à outras secretarias). Parece até remake de novela ruim.

O que se atribui a uma crise econômica é na verdade uma crise administrativa. E isso fica comprovado com a proibição relativa ao WhatsApp. E o discurso da crise econômica foi tão forte, e ganhou tamanha proporção, que hoje é isso o que os cidadãos de Cabo Frio vivem. A grande maioria dos setores e população vivenciam esta crise. A administração municipal não. Tenho absoluta certeza de que, antes do fim do ano, as obras e milagres começarão a acontecer. Afinal, 2016 é ano eleitoral!

Só não vale tentar convencer a todos nós que este momento foi apenas uma fase e que o progresso e o desenvolvimento só chegam após o esforço da superação. 

E viva o Facebook e o WhatsApp!

SILVANA BRAGA, cidadã e professora de História.

O que se atribui a uma crise econômica é na verdade uma crise administrativa O que se atribui a uma crise econômica é na verdade uma crise administrativa Reviewed by Alessandro Teixeira on 19.6.15 Rating: 5

Um comentário:

  1. Imagine o Carlos Drummond de Andrade (Que Deus o tenha !) "declamando" para o prefeito. E agora mané? A luz apagou, A balsa afundou e Administração naufragou. A Administração do prefeito Alair está parecida com o que gato faz e depois joga terra em cima. O grupo politico do prefeito consegue ser mais fraco que a defesa do Vasco.

    Alô Alô Secretários e Assessores da Prefeitura de Cabo Frio!
    A cidade esta infestada de pombos e a moda,agora e falar do passado, então o pombo-correio seria um bom meio de comunicação,para substituir o WhatsApp . E até mais barato. Não precisa fazer planos de dados, ficar o dia inteiro em bancas de jornais e nem andar de ônibus só para usar o Wi-fi. #FICAADICA!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.