Profissionais da Educação exigem efetivação em São Pedro e Chumbinho responde

Cerca de 30 profissionais da área de apoio das escolas de São Pedro da Aldeia realizaram, na manhã desta terça-feira, dia 2, manifestação em frente ao Teatro Municipal Dr. Átila da Costa. No local, acontece a Conferência Municipal de Educação 2015 e a posse dos professores Doc I e II aprovados em concurso realizado no final de 2014. Os manifestantes querem a efetivação, que segundo eles, foi prometida pelo prefeito Cláudio Chumbinho.

Funcionários da Prefeitura de São Pedro se reuniram em frente ao Teatro Municipal 
Segundo Maria Angélica, uma das contratadas que participa da manifestação, todos foram aprovados no concurso do ano passado e convocados para contratações temporárias, com a promessa de efetivação no final do contrato. Porém, a notícia de que todos os profissionais serão dispensados em 30 de junho causou indignação.

- Atuamos como merendeiras, inspetoras, auxiliares de serviços gerais e de gestão, serventes e em outras funções. Nos sentimos enganados, pois todos receberam uma carta convite para trabalhar, com a promessa da efetivação, após os trâmites legais. Mas, ficamos sabendo que seremos dispensados no final do mês. O motivo é que excedemos o número necessário. Mas os professores também excederam. Eram 50 vagas e estão sendo efetivados 300 profissionais. Somos pais e mães de família. Muitos deixaram os empregos anteriores para assumir as vagas, mas agora ficarão desempregados. Queremos uma solução para o caso, disse Maria Angélica.

Fonte: RC24h

Ainda há pouco, em contato via telefone, o prefeito Cláudio Chumbinho (foto) confirmou que no dia de hoje a Prefeitura está dando posse a mais de 400 servidores concursados da Educação e que agora, no final de mês de junho, terminam todos os contratos daqueles profissionais que foram convocados para ocupar provisoriamente a vaga em determinado setor. 

- Na verdade não estamos mandando ninguém embora. Os contratos é que estão terminando agora no final do mês. A gente tem uma lei para cumprir e vai chamar os outros concursados por etapas. E eu tenho o prazo de dois anos, conforme a lei, para convocar os concursados, disse Chumbinho, acrescentando que "a contratação foi por três meses até a chamada dos concursados".

O prefeito Cláudio Chumbinho lembrou ainda que a inauguração de outras unidades escolares fará com que novos profissionais sejam convocados.

- A gente está dando prioridade aos concursados e não teremos prejuízo algum quanto ao funcionamento dos serviços públicos. Claro que a gente sabe que, para as pessoas que trabalham, esse momento é de desespero. Ninguém quer perder o emprego e eu também não quero mandar ninguém embora. Mas eu preciso convocar os aprovados e classificados no concurso público dentro daquelas vagas previstas, finalizou o prefeito.
Profissionais da Educação exigem efetivação em São Pedro e Chumbinho responde Profissionais da Educação exigem efetivação em São Pedro e Chumbinho responde Reviewed by Alessandro Teixeira on 2.6.15 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.