Alair Corrêa desmente fim da passagem a R$ 1,50

Um boato disseminado nas redes sociais dando conta do fim do programa Cartão Dignidade, que garante duas passagens diárias a R$ 1,50 – cada - para os cidadãos cadastrados junto à secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana, foi prontamente desmentido pelo prefeito de Cabo Frio.

Alair Corrêa publicou na manhã desta segunda-feira, dia 06, mensagem aos cidadãos cabo-friense creditando aos opositores políticos o que ele chama de tentativa de desestabilizar o governo. O prefeito, além de garantir que o programa não será interrompido, trabalha com a possibilidade de o valor voltar aos R$ 0,50 ou até mesmo de as passagens serem gratuitas. “Jamais o valor passará de R$ 1,50”, finaliza o prefeito.

COMENTÁRIO

A mensagem foi espalhada no WhatsApp durante o final de semana e até mesmo foi dada a garantia – de “fontes seguras” – que a Auto Viação Salineira, por falta de pagamento, encerraria o programa, unilateralmente, a partir do primeiro dia do próximo mês.

Como o próprio Alair Corrêa em diferentes “palestras” públicas chegou a anunciar dívidas junto à Salineira, um boato viral gerou preocupações naquelas pessoas “beneficiadas” pelo programa Cartão Dignidade. Daí a urgência do comunicado do Chefe do Executivo.

É uma pena – uma pena mesmo! – que o prefeito não seja tão célere na divulgação dos números da contabilidade pública. Alair Corrêa e Transparência são nomes que não combinam, não rimam. E pior do que termos um prefeito que esconde informações oficiais e que deveriam ser públicas é a sensação de impunidade.

E essa falta de transparência e a frigidez na fiscalização são um deboche com a população.
Alair Corrêa desmente fim da passagem a R$ 1,50 Alair Corrêa desmente fim da passagem a R$ 1,50 Reviewed by Alessandro Teixeira on 6.7.15 Rating: 5

3 comentários:

  1. Tanto a prefeitura,como grande parte dos usuários escorregaram na "graxa" no subsídio.
    Se o prefeito terminasse logo com esse subsidio do cartão Dignidade/Serviço Ruindade, seria um grande favor que ele faria para a população. Falta coragem e sobra esperteza.
    Mas essa "jogada de mestre" iniciada pelo ex-prefeito Marquinho foi uma "cartada" e tanto, para iludir grande parte da população que é analfabeta na prioridade transporte público. A "imprensa branca" que é a imprensa da Região dos Lagos tem uma contribuição muito grande nesse analfabetismo rodoviário. Além do mais, até em chassis puro esse povo viaja sem reclamar. Subsidio calou a boca de vez desse povo. Não quer nem saber,como funciona .Silêncio total. É de "baratinho"! Espera por horas, sobe, senta e caladinhos.
    Dignidade não tem preço e muito menos custa R$ 0,50 ou R$ 1,50. Dignidade é oferecer uma coisa mais digna. E ter qualidade, com um tarefa mais em conta.

    Deve dinheiro nada. A Dona Salineira comprou meia dúzia de "carroças" com ar, para as linhas intermunicipais. Sem contar os misteriosos vermelhinhos padronizados. A Dona Salineira e esses políticos da região dos lagos se completam . Eles se merecem. O Amor é lindo! O Amor está no ar, digo nos asfaltos. Haja caldeirão, para "hospedar" tanta coniventes "agraciados" - não é do Hulk - é do outro - se é que vocês me entendem.

    Cá entre nós, e que ninguém nos ouça: o "serviço prestado " no transporte público pago, já é de quinta divisão, na zona de rebaixamento , imagine vocês com "passagens Gratuitas" . Eu não quero nem imaginar.



    ResponderExcluir
  2. Concordo em gênero, número e caso, o transporte é um lixo! Quanto a população essa infelizmente esta muito longe de compreender os fatos, políticos cospem a palavra gratuidade como isso fosse possível. NÃO EXISTE ALMOÇO, LANCHE JANTAR DE GRAÇA!!! Vivemos um sistema capitalista, todas, absolutamente todas as operações tem custo, o transporte é um deles e muito caro para o que é oferecido a população!! Políticos não prestam, assim como NÃO existe nada GRÁTIS!!! Ou isente as pessoas de pagarem impostos!!! NÃO #ODE!!!

    ResponderExcluir
  3. Onde se lê: tanta coniventes; leia-se tantos coniventes.

    Eu quero ver na realidade do dia a dia, o prefeito em um ponto da Avenida Teixeira Souza, por um determinado período ( antes do trevo da interminável Avenida. Joaquim Nogueira, para quem vai em direção ao centro) e depois entrar em um ônibus segurando o cartão com esse sorriso estampado no rosto.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.