Mesmo com a ‘crise’ COMSERCAF recebeu R$ 33 milhões em três meses

A crise financeira, que atinge todos os municípios brasileiros, parece não ter alcançado a Companhia de Serviços de Cabo Frio, a COMSERCAF, que entre os dias 30 de março e 22 de junho recebeu a gorda quantia de R$ 33.200.000,00 em créditos suplementares. 


Conforme publicações feitas no jornal Noticiário dos Lagos, responsável pela veiculação dos atos oficiais do Poder Executivo, foram realizadas três operações de suplementação ao orçamento da mais rica autarquia da Região dos Lagos. 


A primeira transferência de recursos se deu no dia 30 de março, quando foram destinados R$ 16,2 milhões para a empresa; depois, no dia 9 de maio, R$ 12 milhões; e por fim, na edição de hoje (dia 7), mais R$ 5 milhões foram para a COMSERCAF.


No entanto, mesmo recebendo tantos recursos, a COMSERCAF não tem conseguido honrar seus compromissos com fornecedores e prestadores de serviços, conforme divulgado aqui no blog na semana passada (clique aqui para lembrar), quando proprietários de caminhões e máquinas paralisaram as atividades por falta de pagamento. Lixo e entulhos também são vistos nas vias públicas, especialmente nos bairros periféricos e, para justificar tamanho descaso, a autarquia tem se valido do discurso da “crise”.


Não bastasse o inadimplemento da autarquia, mesmo com tanto recurso financeiro em caixa, o cidadão cabo-friense convive com a incerteza sobre o encerramento das atividades da COMSERCAF, haja vista que o prefeito Alair Corrêa e o então presidente da companhia, Antonio Martins de Oliveira Filho, o Toninho Corrêa, divulgaram que a empresa seria extinta. Segundo declarações do prefeito, a COMSERCAF seria fechada no final de maio de 2015. Mais um prazo não cumprido.

Mesmo com a ‘crise’ COMSERCAF recebeu R$ 33 milhões em três meses Mesmo com a ‘crise’ COMSERCAF recebeu R$ 33 milhões em três meses Reviewed by Alessandro Teixeira on 7.7.15 Rating: 5

Um comentário:

  1. Outra que tem dificuldades para conjugar o verbo: pagar.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.