‘O momento é de pensar na cidade e a política deve estar em segundo plano’, diz Silas Bento

Procurado para falar a respeito de recente postagem do prefeito Alair Corrêa, o vice-prefeito de Cabo Frio, Silas Bento, disse que “o momento é de pensar na cidade e nos caminhos para vencermos essa grave crise econômica que assola o país, o Estado e também nossa Cabo Frio”.


Indiferente ao calor da discussão política, Silas Bento disse que não está acompanhando o debate sobre as pré-candidaturas a prefeito e que “é muito cedo para debatermos essas questões políticas. Pensar em nomes para a Prefeitura é muito precoce. Temos um grande desafio pela frente de levar nosso município a uma condição que resgate a autoestima do cidadão”.

Para o vice-prefeito, “seria muito mais oportuno que todos estivessem buscando opções para a cidade e não exclusivamente para os projetos pessoais”. E acrescentou: “estou em constante diálogo com as lideranças do meu partido, o PSDB, para saber que medidas podem ser adotadas para salvar nosso município e os municípios da Região. Essa tem sido a minha preocupação no momento. A política está em segundo plano”. 

COMENTÁRIO

A postura do vice-prefeito ante o imbróglio político decorrente das infelizes palavras do prefeito é a mais condizente com o momento político-administrativo da cidade. Faço coro com as palavras de Silas Bento e também entendo que não se deve colocar o interesse político à frente das demandas e dos dilemas da cidade.

Pensar nos caminhos de retomada do desenvolvimento de Cabo Frio deve ser a missão de todos, especialmente daqueles que têm a responsabilidade de um cargo administrativo e aqui estão incluídos o prefeito Alair Corrêa, os deputados Janio Mendes e Marquinho Mendes (estadual e federal, respectivamente) e os secretários municipais.

Quanto à informação de articulação de Silas Bento com entes políticos nas esferas estadual e federal, agendarei – se ele desejar, é claro! – entrevistar aqui no blog para que estes dados sejam devidamente esmiuçados.

‘O momento é de pensar na cidade e a política deve estar em segundo plano’, diz Silas Bento ‘O momento é de pensar na cidade e a política deve estar em segundo plano’, diz Silas Bento Reviewed by Alessandro Teixeira on 30.7.15 Rating: 5

8 comentários:

  1. Esse discurso do vice prefeito Silas Bento está mais para conto de fadas. Fala sério! Até parece que entrou ontem na política. Vive "fazendo sombra" para o prefeito. Se a população for esperar alguma coisa desses políticos, para melhorar a cidade...... vai virar " modelo " de aula de ciência. Ou seja, esqueleto. Quem acredita nesse discurso? Quase acreditei!
    Tudo " despacho " da mesma " encruzilhada ".

    #RENOVAÇÃOJA!

    ResponderExcluir
  2. Bonitinho o discurso do politico, está preocupado com a cidade e o cidadão. Diga com quem tu anda cara, deixa de ser cínico! Acreditem a única coisa que eles temem é o voto do eleitor, que infelizmente não sabe usa-lo! RENOVA CABO FRIO!!! JÁ PASSOU DA HORA !!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Silas por mostrar a diferença de atitude neste momento em que vários Cabofrienses passam por problemas financeiros juntos com a cidade.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo discurso coerente e produtivo, essa visão embora utópica deveria ser imediata. A região dos lagos é notória por produzir grandes pensadores e realizadores politicos, mas que vivem em disputas pessoais e deixam de lado o povo e suas carências e necessidades. Com esse pensamento maduro poderá certamente ser uma via, uma opção. Vale ressaltar que o vice prefeito fez uma ótima gestão como presidente do legislativo municipal... Se lembro bem , teve ate abono de R$1500,00 e ainda dois aumentos. A grande verdade é que essa politica de décadas precisa acabar. Posso até pensar em votar nele. O cara parece gente boa. ( A. Batore)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa eu ver se entendi: deu um abono de R$1500,00 ai fez uma "ótima gestão como presidente do legislativo municipal...? É isso ? Só Jesus na causa.

      Excluir
  5. Apenas mais um hipócrita com a responsabilidade de fazer algo pelo povo.
    Desde quando os políticos pensam na cidade em vez de pensar na política? Principalmente quando se diz evangélico, é pior ainda, pois não existe coisa maia suja que política e um evangélico de verdade não se envolve em sujeiras.
    O povo ainda não aprendeu que ninguém quer ser presidente, governador, prefeito, deputado ou vereador por que é bonzinho? Ninguém quer carregar um país, um estado ou até mesmo uma cidade nas costas por que quer fazer algo pelo povo? Eles brigam, se matam, se tornam "amiguinhos" porque tem muito dinheiro envolvido nisso. É político criticando político, é jornalista criticando político e vice e versa, para mim é tudo "farinha do mesmo saco", pois todos vivem da política, vivem da sujeira.
    Não vou mentir, até eu se tivesse uma "boquinha" dessa de comer um pedaço do bolo iria querer. Sabe por quê? Porquê de eu não comer esse pedaço outro vem e come. A política sempre foi assim, ainda é e sempre será. Não me venha com essa de candidato bom e honesto que isso aqui no Brasil não existe.

    ResponderExcluir
  6. Muita cara de pau mandar um discurso desses!!!! Se tá tão preocupado com o social, abdica do salário de vice e doa para os pobres....

    ResponderExcluir
  7. Olá amigos leitores do blog. Acredito que dessa discussão eu possa participar , sou funcionário da câmara há mais de 10 anos e acompanhei de perto a gestão do vice prefeito , SILAS BENTO.
    Concordo com o colega A.Batoré no que tange ótima gestão, pois todos os servidores tiveram uma politica salarial com aumentos significativos e incentivos, além disso tivemos na gestão do presidente em questão , a criação do plano de cargos e salários, a Câmara itinerante (evento importantíssimo para a cidade e seus cidadãos), tivemos a tribuna livre, fator de participação do povo e de representantes dos mais variados segmentos sociais que podiam expor suas idéias e opiniões no plenário municipal, tivemos uma enorme humanização no atendimento à população com um simples gesto de ter água e café além de cadeiras de espera, para os deficientes que aguardavam horas para serem atendidos e por fim, cito que todo e qualquer funcionário tinha acesso ao presidente e a sala da presidência ficava aberta em todos os momentos. Conforme critica do colega JULIO , que creio ser positiva e idônea, informo que tais ações podem ser comparadas com gestões anteriores e nisso certamente Silas Bento foi excelente e todos os servidores dirão se perguntados. Afinal, contra fatos não há argumentos e contra ações não há distorções. Parabéns ao amigo Alessandro Teixeira pelo ótimo trabalho , por sua lisura e imparcialidade, e espero ter ajudado a todos com minhas opiniões pessoais. Abraços.... MOTTA ( AG. DE SEGURANÇA DA CMCF)

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.