Para vereador, Alair Corrêa faz marketing com a fome do cidadão

Em postagem de grande repercussão nas redes sociais, o vereador Aquiles Barreto (SD) diz que “o prefeito escolheu fazer marketing com a fome do povo”. Ainda de acordo com o vereador, Alair Corrêa “só começou a fazer alguma coisa depois de ter usado quase R$ 2 bilhões do orçamento e, coincidentemente, um ano antes de ser deflagrado o período eleitoral e o governo enfrentar altíssima rejeição, especialmente nos bairros periféricos”.


Também nas redes sociais, o prefeito diz que “os adversários vibram muito com a falta de recursos da cidade imaginando que assim possam me derrotar eleitoralmente”. E acrescentou: “bastou iniciarmos a implantação do programa social ‘Setorização da Dignidade’ para que os dráculas abandonassem seus sarcófagos para iniciar o bombardeio contra os dois importantes projetos sociais já lançados nos bairros Tangará e Manoel Corrêa, que são construções de banheiros com reforma das casas e entrega de alimentos”.

Leia na íntegra o texto do vereador Aquiles Barreto:

O prefeito escolheu fazer marketing com a fome do povo

Quem nunca ouviu ou leu a frase “quem tem fome tem pressa”, do sociólogo Betinho? Perspicaz, Betinho foi além: para ele, "a alma da fome é política" e “a fome e a miséria terão que estar em todos os debates, palanques e comícios".

Em Cabo Frio, ao que parece, o prefeito Alair Corrêa entende “pressa” de uma forma diferente e, como senhor do tempo, achou por bem que esse seria o melhor momento para distribuir o que, lançando mão de seu estilo midiático, convencionou chamar de “Cesta da Dignidade”.

Fazendo um recorte na história político-administrativa da cidade, chegamos ao ponto em que o prefeito, durante a recente campanha eleitoral, falava que mudaria a realidade das pessoas necessitadas. No entanto, só começou a fazer alguma coisa depois de ter usado quase R$ 2 bilhões do orçamento e, coincidentemente, um ano antes de ser deflagrado o período eleitoral e o governo enfrentar altíssima rejeição, especialmente nos bairros periféricos.

A “dignidade”, palavra difundida nos discursos do prefeito, não se materializa nas ações de puro assistencialismo. Pelo contrário! Quanto mais distante de políticas públicas de Assistência Social, mais dependente fica o cidadão da administração pública e essa relação de dependência é que fragiliza o ser humano, que o torna refém do espetáculo promovido pelos governos em detrimento da fome alheia.

Uma vez implementado um plano de ação que tenha como pauta a integração das políticas públicas de Assistência Social no sentido da geração de autonomia da pessoa, o município começa a trilhar os caminhos do desenvolvimento. Isso porque estudos confirmam que a fome impacta em cheio a condição da pessoa pobre para desenvolver suas habilidades e reduz sua produtividade no trabalho.

Como o plano de ação do governo não passa de um artifício de marketing, não avançaremos enquanto sociedade. Os efeitos da distribuição são imediatos para aplacar a fome e retardados para modificar o caos social por todos enfrentado. E, pior: o lucro pretendido, infelizmente, deverá ser percebido nas urnas, haja vista que se busca a gratidão onde deveríamos manifestar caridade.

Termino com outro pensamento de Betinho: “só a participação cidadã é capaz de mudar o país”. E cidadania é um conceito amplo que compreende direitos civis, políticos e sociais.

COMENTÁRIO

O prefeito deixa bem evidente que a carapuça da ação política serviu direitinho. Tanto é que se apressou em rebater com discurso típico de quem coloca o interesse político à frente de tudo. Seu velho e ultrapassado estilo está presente em praticamente todas as publicações e o populismo tem sido a tônica desse governo que prometia um paraíso instalado em Cabo Frio.

Estou elaborando um grande estudo com os números do orçamento de Cabo Frio para mostrar que o problema da cidade não é financeiro. Muito pelo contrário! Cabo Frio ‘nadou de braçada’ em 2013 e 2014 e a ‘crise’ não serve como argumento, haja vista que é um fenômeno com poder ‘avassalador’ agora em 2015.

Para vereador, Alair Corrêa faz marketing com a fome do cidadão Para vereador, Alair Corrêa faz marketing com a fome do cidadão Reviewed by Alessandro Teixeira on 27.7.15 Rating: 5

3 comentários:

  1. Galera o vereador Aquiles Barreto estava em Marte. Depois de dois anos que ele encontrou uma vaga no vôo rumo a terra - deve ter conseguido uma passagem através do programa de milhas. Por isso, que só agora ele também resolveu usar o mesmo " marketing " do prefeito. Agora que o edi está percebendo: que que o que deu certo(?) , nunca vai dar certo. Ótima " jogada ".
    Cabo Frio continua sendo uma grande palhaçada. Nada mudou e nem vai mudar.

    ResponderExcluir
  2. julio, se ficam quietos o senhor reclama , se falam o senhor reclama , é ta dificil de entender !!!!....se demorou ou nao , eu espero q continue com essa postura!!! Parabens vereador!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhor Rick chegou de Marte hoje também? Veio no mesmo vôo do vereador Aquiles Barreto? Só pode né?
      Agora conta a do saci-pererê. Nem vou te pedir uma bala, para me enganar, porque não me contento com pouco. Poupe -me
      Discurso velho com desculpas arcaicas.
      #RENOVAÇÃOJA!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.