Manobras da Saúde estão na mira do Ministério Público

Os membros do Conselho Municipal de Saúde de Cabo Frio participarão de reunião, na próxima quarta-feira, dia 16, com a 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Cabo Frio, que apura a tentativa de terceirização dos serviços da Saúde e de outras secretarias da Prefeitura, a contratação de um laboratório, o Centro de Diagnóstico Citológi­co Ltda ME, no valor de R$ 900 mil, para realização de exames laboratoriais e adesão ao pregão de São Gonçalo para compra de medicamentos no valor de R$ 21 milhões.

JUSTIÇA | Promotora ouvirá conselheiros municipais de saúde na próxima quarta-feira, dia 16 

De acordo com Olney Vianna, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cabo Frio (SINDICAF) e membro do Conselho Municipal de Saúde, “o Conselho não tem toma­do parte nas decisões da Pre­feitura, o que contraria a regra. A questão da terceirização, por exemplo, deveria antes ter sido aprovada ou não pelo conselho”. Vianna diz lamenta ainda o fato de o prefeito Alair Corrêa não ter autorizado a publicação com a nova formação do Conselho.

Itens da pauta foram divulgados aqui no blog

Dois dos temas a serem debatidos entre o Conselho Municipal de Saúde e o Ministério Público foram divulgados com exclusividade aqui no Blog do Alessandro Teixeira (clique aqui e aqui para lembrar). A tentativa de terceirização e a adesão à ata de preços da Fundação Municipal de Saúde de São Gonçalo repercutiram na cidade e chamaram a atenção tanto dos conselheiros municipais de saúde quanto do Ministério Público, que reúne documentos para apurar as “manobras” da secretaria de Saúde.

Durante entrevista concedida a Alessandro Teixeira e Leandro França, no programa Região em Foco – Rádio Ondas FM, Olney Vianna chamou a atenção ainda para o piso salarial usado como referência para todas as categorias. 

- A questão é mais complexa do que se pode imaginar. O salário inicial de um médico, caso a Prefeitura consiga terceirizar os serviços, será de R$ 960,00 por uma carga de vinte horas semanais. Outro agravante é que o valor da hora trabalhada é o mesmo para todas as categorias. Por exemplo: médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, professores, pedreiros e serventes, têm o mesmo piso salarial. Esse assunto também deverá ser colocado na pauta da reunião com o Ministério Público, disse Olney Vianna.

A tabela completa com todas categorias passíveis de terceirização, conforme tentativa da Prefeitura de Cabo Frio você pode ser clicando aqui.

Manobras da Saúde estão na mira do Ministério Público Manobras da Saúde estão na mira do Ministério Público Reviewed by Alessandro Teixeira on 12.9.15 Rating: 5

9 comentários:

  1. Ai, gostaria de agradecer o meu vizinho, por ter recolado a porta do meu guarda-roupas que caiu. Ufa! Parecia a minha mãe, quando foi utilizar o banheiro do PAM de São Cristóvão: ficava segurando a porta, quando precisava utilizar . Já foi colocado os trincos no banheiro e tampa nos vasos? Fazer as necessidades fisiológicas e segurar porta e sem tampa no vaso não dá?
    Agora , só falta comprar outro puxador, porque devido a queda quebrou.

    ResponderExcluir
  2. MP???? Em Cabo Folia, tem um? Estou torcendo que tenha,Uffa!!!!

    ResponderExcluir
  3. Atenção Olney Viana cole nesta terceirização, porque ta na cara que é tipo lava-jato, se não puder participar, denuncie ao MP, são os mesmos que colocaram no ano de 2013 o laboratorio de Buzios sao os mesmos que vendem remedios para a Prefeitura de Cabo Frio Buzios e Arraial do Cabo, preste atenção UM GORDO e um CARECA, parte do lucro(roubo) vai para Toninho Correa, este é o chefe.(em Cabo Frio.

    ResponderExcluir
  4. Vale lembrar que o Laboratório, Centro de Diagnóstico Citológi­co Ltda ME, já realiza exames para a prefeitura. Atendendo vários hospitais, inclusive. Não entendi na reportagem, diz que já realizaram a licitação ou vão realizar ainda, porque se ainda vão, há algo errado, já que o laboratório já está prestando o serviço. Alô conselheiros de saúde, alô MP, não é difícil chegar a esta conclusão...

    ResponderExcluir
  5. Realmente o CDC - Laboratório, está realizando exames pelo SUS/Cabo Frio a cerca de 30 dias. Não é um simples convênio ou já é a terceirização?

    ResponderExcluir
  6. Pessoal o Questionamento sobre o "FALSO LABORATORIO" é o seguinte. 1) Não houve aprovação do conselho municipal de saúde pára prestar serviço para a prefeitura. 2) Foi feito um chamamento publico e quando se notou que o Centro de Diagnóstico Citológi­co Ltda ME o chamamento foi engavetado. 3) Foi feito um contrato emergêncial visto que o Centro de Diagnóstico Citológi­co Ltda ME não foi apto nem mesmo no chamamento publico. 4) Pagaram na quinta feira passada já 09/09/2015 385/2015 5 Liquidacao CENTRO DE DIAGNOSTICO CITOLOGICO 10178/2014 R$ 283.143,23.

    ResponderExcluir
  7. Mas recentemente o Rafael Peçanha publicou no blog dele um aditivo de contrato da prefeitura com o laboratório Vitor Travassos... Que estranho...

    ResponderExcluir
  8. Terceirização para raspar o que resta nos cofres!!
    O MP precisa realmente intervir.
    Quem sofre as consequencias dessa pécima gestão é o nosso povo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.