Por negligência, pacientes de Arraial ficam sem ambulância

Os problemas no sistema público de Saúde são considerados os mais impactantes em praticamente todos os municípios brasileiros. Falta de profissionais médicos e de apoio, escassez de medicamentos e deficiências estruturais comprometem a prestação de serviços nas diferentes unidades, sejam elas de emergência ou não.

Em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, a situação não é diferente e a Saúde tem sido considerada por quase que a totalidade da sociedade como o serviço mais mal avaliado. Até mesmo o Tribunal de Contas do Estado (TCE), ao elaborar relatório sobre as secretarias municipais da Prefeitura de Arraial do Cabo, apresentou dados preocupantes quanto aos serviços públicos de Saúde. De acordo com o TCE, os pontos problemáticos em relação à estrutura são unidades de saúde sem os ambientes obrigatórios, ambientes que não possuem área e/ou dimensão mínima exigida, setores sem as condições de acessibilidade exigidas.

DESCASO | População fica sem ambulância por conta de problema de fácil solução

No geral, o relatório do Tribunal apontou que as unidades de saúde estão sem os mobiliários ou equipamentos mínimos necessários e com problemas estruturais ou de má conservação.

Mesmo tendo acesso ao relatório do Tribunal de Contas, que ratifica as obrigações do poder público municipal referentes à Saúde, a Prefeitura tem sido negligente com a manutenção das ambulâncias de UTI, doadas pelo governo do Estado em setembro de 2013. Segundo informações divulgadas pelo internauta Ronnie Plácido, as ambulâncias estão fora de uso há vários meses por conta de problemas de fácil solução: uma apresenta defeito na embreagem e outra na caixa de marcha.

Depois da repercussão do caso nas redes sociais, a superintendência de transportes da secretaria de Saúde divulgou nota informando que “o conserto das ambulâncias já está sendo providenciado” e que “em dez dias os veículos estarão funcionando normalmente”.

Crise afetou repasses para a Saúde de Arraial do Cabo

Dados oficiais divulgados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS) mostram que os valores repassados para o município de Arraial do Cabo devem ficar abaixo do total repassado em 2014, quando o governo recebeu R$ 6.065.066,04. Considerando o valor bruto transferido para o Fundo Municipal de Saúde até outubro de 2015 (R$ 4.676.602,01), o total a ser depositado até dezembro deverá ficar próximo dos valores anotados em 2013 (R$ 5.218.436,58).

DADOS OFICIAIS | Fundo Nacional mantém média de repasses para a Saúde de Arraial do Cabo

No entanto, mesmo com a previsão de queda no valor total dos repasses, a média das transferências está sendo mantida, o que deveria garantir a prestação dos serviços na área da Saúde. 

Entre 2009 e 2015, período em que Wanderson Cardoso de Brito, o Andinho (PMDB), está à frente da Prefeitura, Arraial do Cabo recebeu R$ 36.396.584,50 (valor bruto) das transferências do Fundo Nacional de Saúde. No governo anterior, entre 2001 e 2008, o Fundo Municipal de Saúde recebeu R$ 24.510.839,45 do governo federal. A diferença entre um governo e outro é de R$11.885.745,05, o que representa um crescimento de 32,6%, sendo que ainda restam catorze meses para o encerramento do mandato de Andinho.

COMENTÁRIO

Não fosse a maciça divulgação do abandono das ambulâncias, que estavam "depositadas" no corredor lateral do Hospital Geral, certamente os veículos continuariam lá, sem previsão de manutenção. E isso é grave. Gravíssimo!

O governo precisa adotar o princípio da manutenção preventiva. Não o faz. E age de maneira ainda mais drástica: deixa uma indispensável ferramenta para o socorro da população abandonada e só pensa em se "coçar" depois que alguém coloca a "boca no trombone".

Lamentável.
Por negligência, pacientes de Arraial ficam sem ambulância Por negligência, pacientes de Arraial ficam sem ambulância Reviewed by Alessandro Teixeira on 30.10.15 Rating: 5

2 comentários:

  1. Estratégia meu caro, politicagem nenhuma tem preocupação com o que é publico muito menos com a população, apenas pensam neles e sempre neles. Não duvide de politico. vendem a própria mãe são espíritos ruins e destruidores, não medem esforços quando trata-se de lesar a população. Todos os cidadãos deveriam nas eleições renovar geral, já que não conseguimos mudar o modelo, não reeleja ninguém, só assim talvez respingue alguma coisa do erário a favor da população!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Negligência , vidas podem ser perdidas, mas não serão as dos políticos, que se precisarem tem helicóptero e até aviões UTI à disposição. E ainda falam que todos são iguais.....

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.