Três obras inacabadas já custaram mais de R$ 10 milhões em Cabo Frio

Em tempos de crise, pelo menos duas obras iniciadas pela Prefeitura Cabo Frio estão sem previsão de conclusão: a transformação do Guarani em bairro modelo já custou aos cobres públicos R$ 1.568.215,35 (clique aqui para detalhar) e as obras na Avenida Joaquim Nogueira, que também seria uma referência na acessibilidade e na dinâmica do estacionamento, já representaram R$ 3.520.245,71 (clique aqui para detalhar) no orçamento.

CUSTO ELEVADO | Escola Patrícia Azevedo já representa quase R$ 5,5 milhões no orçamento

Além das obras sem prazo de conclusão, a Prefeitura de Cabo Frio não consegue finalizar a construção da Escola Patrícia Azevedo, localizada na Estrada da Integração, que já alcançou o total de R$ 5.376.266,72 na conta da administração. Sem informar a data de conclusão das obras, a Prefeitura continua efetuando pagamento para a empresa Mar Livre, responsável pela construção da escola e que tem o mesmo endereço da Córrego Rico, que em apenas uma semana recebeu mais R$ 240 mil.

No caso da Escola Patrícia Azevedo, no entanto, a Prefeitura, por não terminar as obras, precisou renovar os contratos de locação de imóvel com a Igreja Católica e com a Igreja Batista, ambas localizadas no Jardim Esperança, para garantir o término do ano letivo de 2015.

Somadas, as obras inacabadas chegam a R$ 10.464.727,78.

COMENTÁRIO

Precisa comentar? Não, não precisa! 

Basta informar que as obras da Joaquim Nogueira e da Patrícia Azevedo foram iniciadas quando ainda não falávamos em crise. Já as obras do “bairro modelo”, no entanto, são fruto da incapacidade do governo de enxergar o cenário econômico e de projetar a ação administrativa.

Só isso.
Três obras inacabadas já custaram mais de R$ 10 milhões em Cabo Frio Três obras inacabadas já custaram mais de R$ 10 milhões em Cabo Frio Reviewed by Alessandro Teixeira on 30.10.15 Rating: 5

2 comentários:

  1. É inacreditável por que não acontece nada contra a gestão deste município, policia federal seria muito pouco, esse sujeito é muito blindado $$$$$$, precisaríamos saber quem realmente, além dos que nos já sabemos, estão se beneficiando deste esquemão em cabo frio!!!!

    ResponderExcluir
  2. Certamente o Prefeito Alair Correa entregará o Palacio Tiradentes em 1o. de janeiro de 2017 em situação bem dificil, pois ele está sem condições de administrar, exatamente como ocorreu em 88 época em que passou para Dr. Ivo Saldanha,que só herdou dividas, inclusive o pagamento de dezembro e o 13o., Alair chegou a ter o seu enterro passando pelas ruas da cidade, e agora não está longe de ser repetido.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.