CABO FRIO | Secretária de Educação desmente prefeito

A secretária de Educação de Cabo Frio, Luana Ferreira dos Santos, desmentiu o prefeito Alair Corrêa (PP) sobre a situação das demissões no funcionalismo, que ocorrem deste a última sexta-feira (01). Memorando enviado por ela a uma unidade escolar, informava que os contratos seriam rescindidos e não suspensos, como vem afirmando o Chefe do Executivo municipal.

O documento, datado de 30 de junho, dizia que “a partir de 1° de julho os mesmos terão os contratos rescindidos pelo interesse da Administração”. O prefeito Alair, no entanto, voltou a dizer na manhã desta quarta-feira (06), em entrevista ao Programa Amaury Valério, na Rádio Ondas, que os trabalhadores dispensados haviam sido somente suspensos.

OFICIAL | Documento anexo ao memorando relacionava os funcionários demitidos pela Prefeitura

"Eu não demiti ninguém. Eu estou suspendendo por 60 dias os contratos e as portarias que eu dei aos cargos de confiança. Estou suspendendo 8% de quem tem contrato e tirando 50% de quem tem portaria. Simples. E essas pessoas, se nós conseguirmos, se a arrecadação melhorar, uma situação qualquer, essas pessoas não foram demitidas", declarou o prefeito na entrevista.


Profissionais denunciam recolhimento do ponto de frequência

Por conta das demissões em andamento, os sindicatos foram orientados na terça-feira (05) pelo Ministério Público para que os funcionários recolhessem documentos que comprovassem o período trabalhado no município. No entanto, profissionais de escolas em Cabo Frio e no Distrito de Tamoios, além de denúncias na rede social, informavam que no início da manhã de hoje um carro da secretaria de Educação recolheu os pontos de frequência nas escolas antes de as unidades abrirem as portas.

SEM DOCUMENTOS | Pasta da folha de ponto vazia depois do recolhimento feito pela secretaria de Educação
Uma trabalhadora que não quis se identificar por medo de represálias, informou que na escola onde trabalha a folha de ponto não foi entregue à secretaria de Educação. Ainda pela manhã, funcionários e alunos da Escola Municipal Professor Zélio Jotha, na Avenida Joaquim Nogueira, em São Cristóvão, também protestaram em frente à unidade contra as demissões. Segundo informações dos trabalhadores, 20 pessoas foram demitidas.

De acordo com os manifestantes, a escola estava impedida de receber alunos por falta de funcionários, inclusive para a realização da limpeza do local, para preparação de merenda e para atendimento aos alunos especiais.

DEMISSÕES | Funcionários protestaram em frente à Zélio Jotha contra os cortes da Prefeitura

No Distrito de Tamoios, pais, alunos e funcionários foram às ruas protestar contra as demissões, o atraso no pagamento de salários e a falta de estrutura nas escolas. No início da tarde, os manifestantes fizeram caminhada em direção à ponte que liga Tamoios à Barra de São João. 

CABO FRIO | Secretária de Educação desmente prefeito CABO FRIO | Secretária de Educação desmente prefeito Reviewed by Nicia Carvalho on 6.7.16 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.